Sinais de paternidade tóxica e maneiras de superá-la

A paternidade óxica é um estilo no qual os pais criam seus filhos em uma atmosfera controladora e centrada nos pais. Então, vamos entender mais sobre esse padrão e ver como ele afeta a vida de uma criança.
Facebook
Twitter
LinkedIn

A parentalidade tóxica pode ter um impacto devastador na saúde mental e emocional de uma criança. Esses padrões egocêntricos de criar uma criança afetam vários aspectos da vida de uma criança. E apesar das intenções claras de tais pais, eles não conseguem criar um indivíduo emocionalmente saudável e resiliente. Esse tipo de parentalidade não produz bons resultados, mesmo que os pais escolham a educação de melhor qualidade para seus filhos. Então, vamos entender mais sobre esse padrão e ver como ele afeta a vida de uma criança.

O que é parentalidade tóxica?

A parentalidade tóxica é um estilo em que os pais criam seus filhos em uma atmosfera controladora e centrada nos pais. Em geral, há uma falta de compreensão emocional. E as crianças crescem em meio a sentimentos como medo e culpa. Como o nome sugere, esse tipo de parentalidade deixa a criança insegura, e o medo de ser julgado paira sobre ela o tempo todo. Tudo isso torna a criança insegura e tende a perder a confiança em suas habilidades inatas ao longo do tempo. Em outras palavras, essas crianças se desenvolvem como indivíduos que duvidam de suas capacidades. E isso aumenta sua sensação de desamparo, pois eles não têm escolha a não ser provar seu valor dentro da família.

Quais são as características comuns dos pais tóxicos?

  1. Sobre controle
  2. egocêntrico
  3. Não aprecie/celebre as conquistas da criança
  4. Tendem a dominar as escolhas/decisões feitas pela criança
  5. Deixar de entender a diferença entre os tópicos apropriados e inapropriados a serem abordados com as crianças
  6. Falta de inteligência emocional

Como identificar se você é um pai tóxico?

Um pai tóxico é desnecessariamente crítico da criança. Além disso, eles tendem a ser emocionalmente reativos muitas vezes. Eles não têm a capacidade de nutrir uma criança vai amar e respeitar. Em vez disso, eles se orgulham de duvidar do valor próprio de seu filho. Observa-se que tais pais acreditam em sua supremacia sobre o filho em todos os sentidos do termo. E essa crença os torna mais duvidosos sobre as habilidades da criança (como na tomada de decisões ou na conclusão de tarefas, etc.).

Abuso verbal, físico, sexual e de álcool, etc., também podem ser sinais claros de parentalidade tóxica.

Quais são as implicações acadêmicas desse padrão parental?

Se você tiver esses sinais, suas ações certamente afetarão negativamente a vida de seu filho, tanto em termos de espaço pessoal quanto de desempenho acadêmico. A pesquisa provou que a paternidade tóxica tem um efeito adverso no desempenho acadêmico de uma criança. E na maioria desses casos, as instituições acadêmicas preferem aconselhamento psicológico em vez de pedir ajuda a esses pais.

A parentalidade tóxica também tem alguns sérios efeitos emocionais e mentais:

As crianças que são criadas em tal atmosfera tendem a lutar com os relacionamentos na vida. Isso acontece porque eles não têm senso de auto-estima e duvidam de suas habilidades para controlar qualquer situação. Esse padrão parental também pode desenvolver certos distúrbios (como ansiedade, depressão, etc.) na criança. E isso mais tarde culmina em distúrbios de saúde física devido ao seu sistema imunológico enfraquecido e experiências de vida traumáticas.

Toxic parenthood can make children feel neglected and worthless.

É possível superar esse padrão de parentalidade tóxica!

Vamos entender como você pode mudar a si mesmo como pai!

1. Dê espaço suficiente ao seu filho

Como pai, faça um esforço consciente para permitir que seu filho tenha o espaço pessoal de que ele precisa. Deixe a criança tomar conta de sua vida. E tente motivá-lo através das escolhas e decisões que a criança faz. É possível adicionar esse elemento de positividade aos seus relacionamentos. E confie em mim, isso ajudará seu filho a ficar mais forte e mais feliz com o passar do tempo.

Lembre-se sempre que é humano cometer erros.

E evite ser duro e crítico com a criança se tal situação ocorrer. Entre na prática de olhar para o lado bom das coisas da vida. Porque mesmo quando as coisas não vão bem, elas ainda trazem lições inestimáveis para o futuro. Punição é um completo 'não' 'não' em qualquer situação, aconteça o que acontecer. Portanto, certifique-se de mudar a si mesmo para ser um pai positivo. E concentre-se em nutrir seu filho em um ambiente de apoio.

2. Siga o caminho certo

Muitos adultos parecem manipular as situações conforme sua própria conveniência. No entanto, isso leva a práticas erradas na família e transmite uma mensagem errada para a criança. Os pais que oferecem ganhos/benefícios materiais aos filhos em troca de favores tendem a torná-los manipuladores. E essas crianças muitas vezes não hesitam em usar meios injustos para fazer seu trabalho. Em outras palavras, a paternidade tóxica pode tornar uma criança imoral em algum momento. Portanto, certifique-se de dar o exemplo certo e nunca use esses truques prejudiciais com seu filho.

3. Incentivar a autonomia

Pais superprotetores não ajudam seus filhos a crescerem como adultos responsáveis. Muitas vezes, nossos filhos são mais capazes do que pensamos. Portanto, aprenda a confiar em seus filhos pequenas responsabilidades. E permita que eles aprendam com seus erros ou experiências.

Não há nada de errado em ser um mentor ou guia para a criança. Mas evite dar muita orientação em assuntos pessoais e escolares, pois isso bloqueará o caminho da aprendizagem experiencial para a criança. Use estratégias eficazes, como reforço positivo, para consolidar os hábitos/comportamentos desejáveis da criança. E nunca se esqueça de comemorar mesmo a menor das conquistas para manter seu entusiasmo.

4. Seleção de palavras

O uso de palavras inadequadas é outro sinal de paternidade tóxica. Porque se você optar por usar palavras duras/feedback rigoroso, seu filho provavelmente ficará desmotivado facilmente. Para adotar o padrão parental correto, aprenda a fazer uso da afirmação positiva. Porque ajudará a criança a compreender a mensagem certa. E não terá medo de arriscar ou experimentar coisas/ideias novas. Selecione palavras que ajudem a criança a melhorar. E garanta que você sempre aprecie os esforços da criança, mesmo que eles não culminem como um sucesso.

Pensamentos finais

Instead of blaming or abusing the children, parents should help the children to grow mentally by showing some empathy to them.

Todos nós somos humanos! E isso nos torna propensos a cometer erros ao criar nossos filhos. Compreender e aceitar seus padrões tóxicos de pais é o maior passo para criar uma criança feliz e saudável. Vá em frente e analise a si mesmo como pai para corrigir quaisquer erros que possam ser fatais no futuro!

pt_BRPortuguese
Rolar para cima

Baixe o folheto GRATUITO

Preencha o formulário para baixar nosso folheto escolar ou fale com um de nossos conselheiros acadêmicos certificados